27 coisas que eu gostaria de ter aprendido 10 anos atrás

Tempo de leitura: 11 minutos

27 coisas que eu gostaria de ter aprendido 10 anos atrásOntem, dia 11 de junho, eu completei 27 anos de idade. Ao contrário da maioria das pessoas, estou feliz em ficar mais velha, mesmo sem acreditar que eu já esteja com 27 anos.  Há 10 anos eu não sabia o tanto que sei hoje e daqui há 10 anos eu também direi a mesma coisa, porque a vida é um aprendizado diário. Cometi muitos erros quando eu completei 18 anos e ainda continuo cometendo alguns, mas hoje sei que eu tenho controle da minha própria vida e não são as circunstâncias e pessoas que me controlam. Decidi compartilhar com vocês uma lista com as 27 coisas mais importantes que aprendi.

Ao longo desses anos, aprendi muito sobre a vida e as pessoas, principalmente com os livros que li, os professores que me ensinaram, amigos e familiares que me incentivaram e pessoas desconhecidas que a vida fez questão de colocar no meu caminho.

Tudo o que eu já vivi ajudou a moldar quem eu sou hoje, por isso hoje eu aceito e reconheço minhas escolhas. Agora tenho mais um ano inteirinho para me conhecer, me encontrar ou reencontrar, desconstruir para construir a minha melhor versão que já existe e está dentro de mim. É uma grande felicidade poder compartilhar este conteúdo com vocês!

1 – Passe mais tempo com as pessoas que ama!
Pessoas são terrenos sagrados. E quando você perde alguém que ama de forma violenta isso torna-se uma ferida, que talvez um dia para de doer, mas nunca cicatriza, e dependendo do dia, volta a sangrar.
Ame, curta, beije, abrace, peça perdão, faça carinho, sinta, esteja perto de quem você realmente vai sentir falta quando essa pessoa partir.

2 – Não se cobre tanto.
“A vida não tem sentido. Cada um de nós tem sentido e a gente dá isso à vida. É perda de tempo ficar fazendo a pergunta quando você é a resposta”, escreveu Campbell.

3 – Seja rápido em perdoar.
Bem disse Guimarães Rosa: “Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura”. Eu espero que você aprenda com as pessoas que te machucaram. E mesmo que elas não se desculpem, que você possa se perdoar e perdoá-las.

4 – Não queira estudar para apenas ter um diploma!
Vivemos tudo em nome do sucesso. Os jovens são obrigados a escolher uma carreira que ganhe bem a despeito de suas habilidades e talentos. A busca é pelo diploma, não pelo conhecimento. Não seja essa pessoa. Não permita que um canudo te impeça de aprender e ter novas experiências.

5 – Nunca esconda quem você é!
Precisei de alguns anos para entender que o ser humano jamais deve se esconder atrás de máscaras. É preciso muita coragem para se tornar quem nasceu para ser. Mesmo que você se sinta a ovelha negra da família ou não se ajuste a essa sociedade doente, continue sendo quem você é, sem precisar se esconder. Saia de todos os armários que você tiver que sair!

6 – Saiba que sua família serão os únicos que estarão ao seu lado!
E aqui eu não estou falando apenas das pessoas que têm o mesmo sangue que o nosso. Estou falando de lealdade, esse vínculo que vai além do sangue. Família que está ao lado, é aquela que respeita, que apoia, que não critica e que, acima de tudo, Ama.

7 – É preciso saber a hora de ir embora…
Meus relacionamentos sempre tiveram reticências. Deixava todas as portas abertas, inclusive a do coração. Acontece que é preciso permitir que as coisas terminem e que o afastamento ocorra. Como bem cantou Paulo Vanzolini, “levanta, sacode a poeira, dá a volta por cima” – e vai embora.

8 – Faça as pazes com o seu passado!
Demorei alguns anos para amadurecer, existem pessoas que amadurecem aos 20 e outras aos 50. Às vezes o passado pesa e também pode nos causar sofrimento ao lembrarmos dele, mas fazer as pazes com o passado é libertador. Por isso procure usar o seu passado apenas como trampolim para coisas maiores e melhores que virão.

9 – Ame as pessoas e use as coisas, jamais faça o contrário!
Sabe aquela frase: o mundo é redondo? Então, muito, mas muito cuidado ao descartar pessoas especiais, não existe tantas dela assim por esse mundão.

10 – As pessoas também vão embora…
Tem uma frase do Charles Chaplin que diz o seguinte: ” …cada pessoa que passa pela nossa vida passa sozinha, não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós”.
Por isso que há vários pedaços de mim que se perderam pelo caminho. E talvez eu nunca mais os encontre.

11 – Guarde dinheiro!
Mesmo você tendo grana ou não, guarde dinheiro. Pode ser pouco, mas guarde para poder desfrutar o que está escrito no número 22.

12 – As pessoas morrem.
Vivemos como se jamais fôssemos morrer, tememos até pronunciar esta palavra. Mas, infelizmente, as pessoas morrem. Principalmente aquelas que teriam a vida inteira pela frente. Perder minha irmã num acidente trágico foi uma das coisas mais assustadoras que eu já passei. Ainda dói. Ainda sofro. Mas a morte não é o fim.
Bem disse Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?”.

13 – Você vai conhecer pessoas incríveis!
Seja no trabalho, numa mesa de bar, na igreja, na rua, no elevador, na faculdade ou nessas incríveis façanhas do destino saiba que: você vai conhecer pessoas incríveis. E você precisa aproveitar esses momentos, porque depois você vai ficar com saudade. E cada pessoa passa por nossas vidas por algum motivo. Entre elas, muitas vêm e vão, mas nenhuma vem em vão. Algumas coisas não existem lógica e nem adianta ficar tentando achar explicação, simplesmente entenda que algumas coisas precisam acontecer e que Deus escreve certo em linhas tortas.

14 – Não julgue
Já errei muito por julgar as pessoas. E ainda erro. Não julgar é um exercício diário, mas que só faz sentido quando entendo que há tanto pra melhorar em mim, que não possuo o direito de julgar ninguém.

Descubra mais sobre a ferramenta de auto-conhecimento que pode mudar a visão do seu Eu Interior. CLIQUE AQUI!

15 – Comente menos e só depois que conseguir algo
Existe aquela famosa crença que diz: “Quer que algo dê certo? Não comente com ninguém!”
De acordo com essa crença, não devemos contar algo a ninguém, até que se concretize de fato, pois a possível inveja das pessoas interferirá no êxito de nossos planos. De fato, preciso concordar com essa crença, infelizmente as pessoas ficam mais felizes quando estamos pra baixo, necessitados de qualquer tipo de ajuda e fracassados, do que quando estamos bem e alcançando o sucesso.

16 – Não tenha pressa em fazer 18 anos, tudo passa…
Lembro que uma amiga, que também se chama Julia, me disse uma frase, aos 18 anos, que eu nunca mais esqueci: “Júlia, as coisas que você faz hoje é normal para quem tem 18 anos, mas você não vai ter 18 anos para sempre”. Tudo passa, inclusive os 18 anos. Festas, amigos de baladas, noites insone, tudo passa.

17 – As pessoas não são más, elas só estão perdidas.
Esse é um lembrete que o cantor Criolo fez questão de nos alertar em sua música “Ainda há tempo”.
São tempos difíceis, mas ainda há tempo de mudar. Vivemos em na geração de inversão de valores, em que é mais importante o “ter” do que o “ser”. É assustador, mas estamos vivendo em uma geração extremamente individualista e a tendência é só piorar. Mas ainda há tempo de acordarmos e aprendermos a Amar.

18 – Conquistar coisas não é garantia de felicidade.
Esqueça aqueles pensamentos que impregnaram em nós:  “você só vai ser feliz quando se formar”, ” você só vai ser feliz se arrumar um emprego que pague bem”,  “você só vai ser feliz quando comprar um carro ou uma casa”, “você só vai ser feliz quando casar”, “você só vai ser feliz quando for mãe”. Na verdade, os poetas sabem bem que felicidade se acha mesmo é em horinhas de descuido.

19 – Seja grato!
Viktor Frankl, um sobrevivente do Holocausto, escreveu que na vida podem nos tirar tudo menos a última de nossas liberdades: escolher que atitude ter diante das circunstâncias que se apresentam. Você pode viver praguejando sua vida ou a vida das outras pessoas ou escolher ser grato por tudo o que tem – ou já teve!

20 – Antes de amar qualquer outra pessoa é preciso amar a si mesmo.
Sabe quando você está no avião e começam as recomendações de segurança e a gravação diz: em caso de queda, coloque a máscara de oxigênio primeiro em você e SÓ DEPOIS no outro? Então, no amor é a mesma coisa. Primeiro você, depois o outro. Não é egoísmo, é amor próprio.

21 – Nós temos centenas de conhecidos, mas poucos amigos.
Não é todo mundo que tem a sorte de encontrar amigos para a vida toda. Eu tive. Tenho. Sabemos que as pessoas mudam, as prioridades mudam, mas, os poucos amigos que hoje eu tenho, passaram por um filtro seletivo e só ficaram os essenciais.

22 – Experiências são mais importantes que dinheiro!
É preciso viver, conhecer lugares, pessoas e de alguma forma você encontrará nos lugares mais inesperados a sua satisfação pessoal, profissional e financeira.  Um estudo realizado em Harvard com duração de 75 anos afirma que a coisa que mais nos deixa felizes, não pode ser comprada: são as nossas relações interpessoais.

23 – Empatia é uma das habilidades mais importantes que você deve ter.
Quando você para e consegue ouvir o que o outro quer dizer, é transformador. Reconhecer a dor do outro, e se colocar no lugar dele e entender o que outro está sentindo, fará com que você tenha mais sucesso profissional e pessoal, e claro, será mais feliz ainda ao desenvolver empatia.

24 – Saiba valorizar o sofrimento
Sempre tive medo de sofrer. Sempre fui uma pessoa blindada. É claro que eu gostaria de não sentir dor, não fomos feitos para isso. Mas, hoje, aos 27 anos, tenho respeito pelo sofrimento. Alguns dos momentos mais fortes da minha existência foram quando passei pelo sofrimento, dor e solidão.

25 – Não culpe as pessoas! Seja auto-responsável!
Luigi Pirandello uma vez falou que “é próprio da natureza humana, lamentavelmente, sentir necessidade de culpar os outros dos nossos desastres e das nossas desventuras”. É praticamente comum encontrarmos pessoas culpando o chefe, os pais, Deus, os políticos, enfim, transferindo a própria culpa para os outros. E de fato é mais fácil culpar os outros e a vida. Mas não tem jeito: a maior responsável pela vida que eu levo sou eu mesma. Ao assumir a minha responsabilidade, estou dando liberdade para o meu eu desabrochar.

26 – Aprenda algo novo todos os dias
Hoje em dia,  o conhecimento está disponível através de um simples clique. Existem diversos cursos, palestras e vídeos disponíveis na internet gratuitamente. Saia do Facebook e aproveite para navegar em sites construtivos e que te façam aprender algo novo. Converse com pessoas mais velhas, viaje, mas aprenda algo novo todos os dias.

27 – Não tenha medo de mudar!
Para ir atrás do novo, é preciso ter coragem para encarar as mudanças. E descobrir isso é algo urgente.
O que é que você precisa mudar hoje na sua vida?

Você gostou do artigo? 27 coisas que eu gostaria de saber 10 anos atrás.

Júlia Audi

Master Coach, escritora, empreendedora e radialista.
Júlia Audi

Últimos posts por Júlia Audi (exibir todos)