5 dicas de inteligência emocional para ser feliz

Tempo de leitura: 3 minutos

5 dicas de inteligência emocional para ser feliz

 

Quando falamos de Inteligência Emocional, estamos falando de levar inteligência à emoção. Ou seja, equilibrar o hemisfério esquerdo (razão) do nosso cérebro com o direito (emoção).
Muitas pessoas pensam que QI elevado é sinônimo de Inteligência. Pois bem, eu quero lhe dizer que não é.
Ser inteligente é saber lidar bem com as próprias emoções para ter uma vida mais feliz em todas as áreas.
Descubra quais são as 5 dicas de inteligência emocional para ser feliz:

1 – Domine as suas emoções
domine as suas emoções
Aristóteles disse: “Qualquer um pode zangar-se – isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira correta – não é fácil.”Se isso era um desafio para Aristóteles, imagine para nós, meros mortais?

Pessoas que são reféns de seus impulsos, não possuem autocontrole. Eu sempre ouço pessoas inteligentíssimas dizerem: “sou assim e não vou mudar.” Será que este tipo de comportamento é o ideal para pessoas que se consideram “inteligentes”?

É fato que nossa herança genética traz uma série de fatores que podem determinar o nosso temperamento. Mas hoje eu preciso lhe dizer uma verdade: temperamento não é destino. Ainda que sua infância e adolescência tenha lhe causado alguns “danos” emocionais, hoje você é um adulto, e possui maturidade o suficiente para decidir quais comportamentos você permitirá ou não em sua vida. Não importa quantos anos você tenha ou o que tenha acontecido na sua vida, hoje é ainda e é possível dominar suas emoções através da Inteligência Emocional. Mas como? Exercitando-a!

2 – Resolva conflitos de forma positiva
resolva conflitos de forma positiva
Todos os dias enfrentamos diversos conflitos. Isso é inerente ao ser-humano. Digamos que você esteja dirigindo tranquilamente e alguém lhe dá uma fechada perigosa.

Qual seria a sua reação? Se você é comandado por impulsos e reflexos, você pode gritar: “Seu filho da p#$%!” e em seguida, se você não é de levar desaforo pra casa, seu corpo responderá com alguma ação desastrosa. Mas e se você mudasse seu pensamento? “Talvez esse motorista não tenha me visto, ou ele tenha algum motivo para dirigir assim, pode ser que ele seja uma emergência médica.”

Uma dica para controlar seu impulso em determinado conflito é inspirar e expirar. Se possível, você também pode optar por uma caminhada para “esfriar” a cabeça.

3 – Crie empatia
crie empatia
Estudos relatam que crianças com menos de um ano de idade se mostram empáticas com as outras crianças. Por exemplo, quando uma criança está chorando, a outra, numa tentativa de consolá-la, chega a oferecer o próprio ursinho para que o choro cesse. Mas ao nos tornarmos adultos acontece a subtração da empatia.

Para desenvolver a empatia é preciso alimentá-la através do autoconhecimento, somente quando tomamos consciência de nossas próprias emoções e sentimentos, é que poderemos entender, com mais clareza, o sentimento do outro. Já dizia Sócrates: “Conhece-te a ti mesmo”.

4 – Motive-se
motive-se
Apesar das inúmeras surpresas que a vida nos revela, o otimismo significa uma forte expectativa de que tudo vai dar certo na vida. O otimismo nos protege da desesperança ou da desistência diante das dificuldades.

5 – Respeite o próximo
respeite o próximo
Viver em sociedade é um arte, mas como ninguém é uma ilha, é necessário aprender a conviver com TODAS as pessoas.

Se você gostou do artigo “5 dicas de inteligência emocional para ser feliz” clique em algum dos links para ajudar a divulgá-lo.

Júlia Audi

Master Coach, escritora, empreendedora e radialista.
Júlia Audi

Últimos posts por Júlia Audi (exibir todos)