O que é que você precisa aprender a “perder”?

Tempo de leitura: 3 minutos

aprender a perder

 

“A vida é a perda lenta de tudo o que amamos.” – Maurice Maeterlinck, dramaturgo e poeta belga

Uma nova cidade. Um novo trabalho. A perda de um ente querido. A perda de um sonho. Sabemos que a mudança faz parte da vida. Mas tem horas que ela vem pra acabar com todas as nossas certezas. Não aprendemos a perder, entretanto, é uma condição permanente, inerente e indispensável – diria eu – ao ser humano. E é a maneira como lidamos com as perdas que moldarão nossa vida. Por esta razão, a diferença entre as pessoas que têm sucesso e as que não têm, está na maneira como enxergam o problema. Se você deseja ser uma pessoa de sucesso, deixe de olhar para o problema como algo permanente, lembre-se de que não importa o que aconteça em sua vida “isto também vai passar”, pois a jornada da vida está sempre em construção.

Segundo a pesquisadora norte americana Judith Vierost, autora do livro Perdas Necessárias, ela diz:As perdas que temos durante as nossas vidas, não são apenas pela morte de pessoas queridas. Elas incluem além das separações e partidas daqueles que amamos, a perda consciente ou inconsciente de nossos sonhos, expectativas impossíveis, ilusões de liberdade e poder. Ilusões de segurança e até a perda do nosso próprio eu jovem.”
E essas perdas, diz a pesquisadora, são universais e inevitáveis, porque para crescer temos de perder, abandonar e desistir. E eu preciso lhe dar uma notícia: você tem que aprender a perder!

Vivemos em uma sociedade que exalta apenas os campeões, os vencedores, mas mesmo assim, precisamos aprender a perder. E isso em todos os sentidos. Conscientes do fato de que nada é para sempre, como disse a Cássia Eller: o para sempre, sempre acaba. Existe um pensamento que diz assim: “Crescer não consiste em não cair nunca, mas em levantar sempre”.
É incrível a nossa capacidade de cair e levantar, algo que para muitos é inexplicável: o poder que nós, seres humanos, possuímos para superar praticamente qualquer tipo de dor ou qualquer problema. E eu tenho uma pergunta para lhe fazer: como é que nós fazemos para superar as perdas da vida?

Eu separei seis passos para que você possa compreender o processo de aceitação de perdas:

1 – ASSUMA AS RESPONSABILIDADES PELOS SEUS ATOS
2 – ARREPENDA-SE DE SEUS ERROS
3 – TODAS AS SUAS ESCOLHAS E DECISÕES LHE TRARÃO CONSEQUÊNCIAS
4 – NUNCA EVITE A VERDADE
5 – É PRECISO LEVANTAR-SE PORQUE A VIDA SEGUE
6 – SEMPRE HAVERÁ UMA POSSIBILIDADE DE VOCÊ SER FELIZ NOVAMENTE

O mundo anda precisando de gente que insiste em amar e esperançar, pois a nossa força oriunda das quedas. Paulo Vanzolini na música intitulada “Volta por Cima” tem um trecho que diz:

 (…)
Reconhece a queda
E não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima
(…)

Você que foi vítima de uma dor, que viveu um luto recentemente, que se separou, você que se sente sozinho e perdido, saiba que você pode levantar hoje, sacodir a poeira e dar a volta por cima. É possível aprender com suas perdas mesmo que haja uma incerteza constante, porque também há uma esperança permanente, de que tudo passa.

Assista aqui ao vídeo que gravei sobre mudanças.

Você gostou do artigo “O que é que você precisa aprender a perder?”

Júlia Audi

Master Coach, escritora, empreendedora e radialista.
Júlia Audi

Últimos posts por Júlia Audi (exibir todos)